Palmeiras vai à final da Copa Libertadores pelo segundo ano consecutivo. O empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, nesta terça-feira, num Mineirão com barulhenta torcida do Galo, não foi fácil, mas serviu para manter vivo o sonho do tricampeonato continental – após as conquistas de 1999 e 2020, esta última vencendo o Santos, em janeiro passado. O Atlético, jogando em casa e com apoio, abriu o placar com Vargas, já no segundo tempo, mas fica pelo caminho mesmo invicto – uma eliminação dolorida, sem uma derrota sequer na campanha. Isso porque um iluminado Gabriel Veron entrou e, em sua primeira jogada, deu o gol de empate de presente para Dudu, decisivo, levar o Verdão à final pelo critério do gol fora de casa (o jogo de ida terminou 0 a 0, em São Paulo). Agora é esperar Flamengo ou Barcelona-EQU na decisão de 27 de novembro, em Montevidéu. 



Outras notícias

WhatsApp

Utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa [Política de Privacidade], o que pode acarretar no tratamento de dados pessoais. Ao continuar navegando, você concorda com as condições.

;