Uma Bombonera pulsando apoio ao Boca durante todo o jogo não foi suficiente para levar os donos da casa para a final da Copa Libertadores. Assim como na decisão do ano passado, o River Plate saiu comemorando após o apito final. Apesar disso, o Boca pressionou bastante, principalmente na bola áerea, já que faltava criatividade para os argentinos que vestiam azul e amarelo. No mais, avança para a final quem é mais time, mesmo perdendo por 1 a 0.

Tetracampeão da Libertadores e duas vezes vice, o River Plate vai encarar a sétima final de Libertadores na história do clube. Mas essa será apenas a segunda vez que enfrentará um time brasileiro. A outra foi diante do Cruzeiro, em 1976.

O River Plate agora vai aguardar o vencedor de Flamengo e Grêmio para ver quem vai enfrentar na grande decisão, na capital chilena, dia 23 de novembro. Até lá, o time de Marcelo Gallardo irá entrar em campo mais quatro vezes (três pelo Campeonato Argentino e um pela Copa da Argentina). Já os times brasileiros jogarão seis vezes, todas pelo Brasileirão

 

- Matéria: Globo Esporte



Outras notícias

WhatsApp