O atacante Neymar foi cortado da seleção brasileira que disputará a Copa América. O jogador sofreu uma ruptura ligamentar no tornozelo direito durante a partida contra o Qatar, quarta-feira, em Brasília, e por não ter tempo para se recuperar para jogar a competição, foi cortado.

Ainda durante a partida no Mané Garrincha, o camisa 10 foi levado para hospital no Distrito Federal, onde realizou exames de ressonância que identificaram a lesão. O presidente Jair Bolsonaro chegou a sair do estádio e ir ao local para cumprimentar o jogador e desejar pronta recuperação. De nada adiantou e coube ao médico da seleção, Rodrigo Lasmar, dar o diagnóstico para a comissão técnica.

Antes mesmo do resultado, o clima no hotel onde a seleção está hospedada era de pessimismo. Pessoas que viram o jogador logo depois da torção ficaram surpresas com o tamanho do inchaço no local. Neymar sequer conseguiu colocar o pé direito no chão e teve de chegar carregado por membros da comissão técnica até o quarto.

Ainda não há previsão de quando Neymar deverá deixar a delegação em Brasília. Edu Gaspar, coordenador das seleções, na coletiva depois do jogo contra o Qatar, afirmou que ele está liberado para prestar depoimento a respeito do caso em que divulgou imagens íntimas de Najila Trindade, mulher que o acusa de estupro. Neymar passará a noite em Brasília e pela manhã deverá deixar o hotel ao lado do pai, Neymar Santos.

Na quarta-feira, antes de Neymar entrar em campo, Najila Trindade deu entrevista ao SBT a respeito do suposto estupro que sofreu. Segundo ela, o jogador a obrigou a fazer sexo e que teria ficado violento depois que ela exigiu que ele usasse preservativo na relação. Durante a partida, vazou um vídeo gravado pela mulher no segundo encontro entre eles, em que ela aparece agredindo o atacante com tapas.



Outras notícias