Dentro de campo não faltou emoção. Foram seis gols, falhas individuais e muita disposição colocada em jogo pelo título da Copa do Mundo. Fora das quatro linhas, jornais pelo mundo destacaram das mais variadas maneiras o bicampeonato da França, que bateu a Croácia por 4 a 2.

O diário Olé, da Argentina, mais uma vez chamou a atenção para o desempenho de Mbappé. O jogador marcou um dos gols franceses e se tornou o segundo jogador mais jovem a balançar as redes em um final de Copa do Mundo. O primeiro segue sendo Pelé, com 17 anos em 1958.

O Marca, da Espanha, dividiu os méritos da final e do Mundial entre dois jogadoers: Griezmann e Mbappé. O primeiro, aliás, foi eleito o melhor jogador em campo na decisão.

O francês L'Équipe destacou o esforço de Pogba, Mbappé e Griezmann ao conquistarem mais um título mundial e se juntarem à geração de Zidane na história.

O inglês The Sun destacou a foto do grupo de jogadores levantando o técnico Didier Deschamps, que em 1998 havia sido campeão como jogador e capitão do time na final contra o Brasil.

O português Record ficou dividido. Enquanto França e Croácia decidiam a Copa do Mundo, futebolisticamente em Portugal o assunto era a chegada de Cristiano Ronaldo em Turim, na Itália.

Os italianos do La Gazzetta dello Sport disseram que Mbappé, eleito a revelação da Copa do Mundo, ofuscou Modric, que foi eleito o craque da competição.



Outras notícias

WhatsApp