Há alguns anos atrás, o jovem Wesley Byrne, da cidade de Manchester, foi parado por uma pessoa na rua. Ela estava convencida que conversava com o cantor Ed Sheeran e por 15 minutos tentou fazê-lo até cantar.

Wesley então explicou, "Eu não sei quem você acha quem eu sou, mas eu não posso cantar". Ao chegar em casa, ele foi ao Google procurar por "Ed Sheeran": "Fiquei um pouco assustado quando vi como eramos parececidos".

Hoje (9), Wesley foi com sua mãe a um programa de televisão britânico dar uma entrevista, em rede nacional. Perguntado sobre se sua voz também era semelhante a do cantor, Wesley foi muito bem humorado: "Não, nem remotamente. Eu soo como um gato estrangulado".

Sobre ser assediado por fãs do cantor, ele admite que já está se acostumando. "Ser parado nas ruas e pedirem fotos e autógrafos começou a acontecer mais e mais, desde que ele começou a fazer mais sucesso".

A mãe de Wesley falou sobre ser protetora com o filho nesta situação. "Sou muito e com ele tendo autismo, sempre fui assim. Então, eu estou muito orgulhosa de como ele está lidando com tudo isso".

Em maio, o cantor irá assistir ao show do cantor, em Manchester, e sua mãe brincou: "Não vai ser muito legal quando estivermos na fila, né?". Rapidamente os apresentador do programa de Tv pediram que a equipe de Ed Sheeran ajudasse Wesley e até sugeriram uma "selfie" dos dois juntos.



Outras notícias