CRUZEIRO

O Cruzeiro tem mesmo um caso de amor pela Copa do Brasil. Com a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 1 a 0 em São Paulo, o time mineiro segurou um empate em 1 a 1 com o Palmeiras no Mineirão, na noite desta quarta-feira, e classificou-se pela oitava vez para a final da competição, igualando-se ao recordista Grêmio. O clube mineiro, porém, luta pelo hexa, para se isolar do próprio Grêmio, que também tem cinco títulos na competição. Além disso, o Cruzeiro tem a chance de ser o primeiro bicampeão consecutivo da Copa do Brasil - o adversário na final será o Corinthians, que venceu o Flamengo por 2 a 1 em SP. Já o Palmeiras, com a eliminação na Copa do Brasil, sofre seu primeiro baque sob o comando de Luiz Felipe Scolari, mas segue vivíssimo em outras duas frentes:Libertadores e Brasileirão.

CORINTHIANS

Euforia de um lado. Frustração do outro. As duas maiores torcidas do Brasil viveram sentimentos distintos após a noite desta quarta-feira. Em um jogo com bem mais emoção do que há duas semanas, o Corinthians venceu o Flamengo por 2 a 1 e se classificou para a final da Copa do Brasil. Além da vontade da equipe da casa e da falta de efetividade dos visitantes, brilhou a estrela do garoto Pedrinho, que entrou em campo no segundo tempo e marcou o gol da vitória um minuto depois. Os outros gols foram marcados por Danilo Avelar e Henrique (contra).



Outras notícias

WhatsApp