Que a pandemia do novo coronavírus mudou muitos hábitos e maneiras de relacionamentos, isso nem precisamos dizer.

Agora, vale ressaltar o quanto a credibilidade de algumas plataformas tornou-se ainda mais intensa durante essa fase de isolamento social imposto pela Covid-19.

O rádio, por exemplo, é um desses exemplos claros!

Desde o início da crise sanitária que tem assolado o mundo, a audiência do rádio tem crescido e alcançado patamares inimagináveis - em tempos em que a internet e as redes sociais vinham dominando o mundo e o jeito de trazer informações e apresentar produtos.

Segundo um estudo realizado pelo Kantar IBOPE Media, mesmo com o processo de isolamento social, as pessoas continuam ouvindo rádio com a mesma intensidade ou até mais!

De acordo com a pesquisa, 71% dos entrevistados afirmam que continuam ouvindo rádio da mesma maneira ou até mais do que anteriormente.

59% dos entrevistados são pessoas que aderiram ao isolamento social sendo que 24% seguiram exercendo normalmente suas atividades – estudo ou trabalho.

Segundo estudos revelados por grandes grupos de comunicação, a tendência é aumentar esses números. No Reino Unido, por exemplo, emissoras como a BBC tiveram um aumento de 18% de audiência. Na Global, responsável pela Capital FM, o aumento da audiência do rádio online foi superior a 15%.

Ainda de acordo com a pesquisa da Kantar, grande parte do público tem bons motivos para ouvir rádio após as medidas de isolamento social:

- 52% para ouvir músicas
- 50% para se distrair
- 43% que buscam informações sobre os últimos acontecimentos em gerais.

Vale lembrar também que além de uma emissora com frequência que atinge a cidade de instalação e região, atualmente as rádios estão na internet, o que proporciona um maior alcance de público.



Outras notícias

WhatsApp