Aos poucos, Anitta chegou e mostrou que não veio para brincadeira! Conforme anunciado, na noite da última sexta-feira (06), a cantora deu uma palestra na Universidade de Havard, nos Estados Unidos.

O tema da palestra foi “Música como Instrumento de Transformação”, no evento “Brazil Conference”. Na apresentação, Anitta defendeu o funk carioca e destacou o preconceito que viveu no início de sua carreira pelo gênero musical.

“É muito difícil você cantar sobre o barquinho que vai, a tardinha que cai se você nunca viu essas coisas. O funkeiro canta a realidade dele. Se ele acorda, abre a janela e vê gente armada se drogando, se prostituindo, essa é a realidade dele. Para mudar o contexto da letra do funk, você precisa mudar a realidade de quem está vivendo essa realidade”, ressaltou.

A cantora ainda foi aplaudida de pé e falou sobre a importância de educação e como foi sua trajetória ara conquistar a fama mundial.

“Eu saía do estágio e ia para o curso de inglês. Eu detestava. Mas minha mãe não tinha grana e ela ficava devendo . Ela sempre falava: ‘Mês que vem vou pagar’. Os livros eram mais caros que o curso. Quando eu vou em todas as minhas reuniões (em inglês), mando uma mensagem para ela agradecendo”destacou a funkeira.



Outras notícias