Hoje, dia 23, a morte da cantora Amy Winehouse completa 8 anos! Uma carreira curta, marcada por grandes sucessos e, infelizmente, muitas polêmicas.

Amy nasceu no dia 14 de setembro de 1983 e tornou-se uma das maiores vozes dos anos 2000.

Seu primeiro disco, "Frank", foi lançado em 2003 e apontou as fortes raízes de jazz da qual Amy amava. Sucesso nas críticas, mas com pouca vendagem.

Em 2006 Amy entregou ao mundo "Back to Black". O auge bateu a sua porta e além de receber boas críticas atingiu recordes de vendas. No ano seguinte, o álbum recebeu cinco troféus durante a 50ª edição do Grammy e tornou-se o disco mais vendido de 2007.

A artista foi eleita por 2 anos consecutivos (2006 e 2007) como uma das "Mais Populares", da NME, foi escolhida a "heroína suprema" dos britânicos, pela "Sky News", em 2008, com base em uma pesquisa feita  entre pessoas com menos de 25 anos de idade. No mesmo ano, foi incluída na lista "Personalidades Mais Influentes da Música", do "The Evening Standard".

Entre seus grandes sucessos musicais, vale lembrar de "Rehab", "Stronger Than Me", "Valerie", "You Know I'm No Good", "In My Bed" entre outros.

Mesmo sendo reconhecida internacionalmente pelo seu talento, Amy era rodeada por muitos problemas pessoais. Além de um relacionamento conturbado, o vício de álcool e drogas prejudicava ainda mais sua carreira.

Apesar de toda conquista profissional, a luta e os tratamentos contra os vícios não foram suficientes para salvar a cantora. Amy foi encontrada morta em seu quarto, pelo segurança, após a ingestão excessiva de álcool depois de um período de abstinência.

No ano seguinte a sua morte, o pai de Amy, Micth Winehouse, fundou a Amy Winehouse Foundation, uma instituição para auxiliar jovens com problemas de dependência química.

Amy se foi, mas deixou para nós grandes referências musicais!



Outras notícias

WhatsApp